A Bike Brasil defende política de redução da velocidade

130

A  Organização Mundial de Saúde recomenda a redução da velocidade e muitas grandes cidades grandes estão adotando a medida. Londres, por exemple, tem 300 quilômetros a 32 km/h e Paris tem 600 quilômetros de vias com velocidade em torno de 30 km/h.

A Associação Bike Brasil acredita que essa política de redução da velocidade é uma das mais eficazes na redução de acidentes. É mais seguro, tanto para o motorista quanto o ciclista ou usuário de bicicleta.

Reduzir limites em áreas urbanas é fundamental para proteger a vida de ciclistas (e pedestres) uma vez que com velocidades mais baixas o tempo de reação do motorista amenta.  É por isso que a CET justifica, a “área 40” do centro de São Paulo, onde o limite de velocidade é de 40 km/h: “a medida busca melhorar a segurança dos usuários mais vulneráveis do sistema viário, pedestres e ciclistas, buscando a convivência pacífica e a redução de acidentes e atropelamentos na área”.

Estudos sobre limites de velocidade mostram que a chance de morte em um atropelamento chega a 70% a 64 km/h (40 mph), contra apenas 20% a 48 km/h (30 mph).